Sessões virtuais garantem a formatura de acadêmicos do Iespes durante pandemia

Em duas noites, mais de 200 novos profissionais concluíram cursos na instituição



Mais de 200 formandos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Estética e Cosmética, Farmácia, Jornalismo, Redes de Computadores, Pedagogia, Biomedicina e Psicologia outorgaram grau em solenidades virtuais realizadas em duas noites. A equipe comandada pela direção interina, composta por coordenadores de cursos e colaboradores administrativos realizou três sessões solenes a cada noite.
Na quinta-feira, 25, e sexta-feira, 26, por meio da plataforma Google Meet, com transmissão ao vivo pelo canal TV Iepes, do YouTube, foram realizadas as principais etapas de uma solenidade institucional, incluindo discursos e homenagens.
A coordenadora do curso de Psicologia, Thayanne Pereira, ressalta que os educadores têm se reinventado neste período e com as outorgas não foi diferente. “Precisamos ressignificar alguns comportamentos e hábitos. A outorga virtual faz parte das atividades que estão no processo de reinvenção, então temos que nos adaptar para manter a segurança de todos. Cumprir o isolamento social é muito importante, por isso a instituição teve a preocupação de manter esse momento ímpar na vida de cada aluno neste formato”.

Thayanne destaca ainda sobre a dedicação e o empenho de todos os professores e demais funcionários do Iespes em promover este momento tão esperado, que é a formatura. “Tivemos muitos desafios, momentos de ansiedade, sempre buscando desenvolver esses eventos da melhor forma para o aluno. Quisemos que tudo saísse o mais próximo possível do que é quando ocorre presencialmente, então foram muitos desafios e, claro, fica a gratidão por tudo ter dado certo."

A jornalista recém-formada, Kézia Pantoja, lembra das expectativas para a formatura virtual e conta sobre a consolidação desse ciclo da graduação. “A formatura virtual foi diferente do que eu  esperava, depois de quatro anos de curso, muito diferente de tudo que a gente sonhou e planejou, porém, não diminuiu o sentimento de realização. Eu fiquei feliz duas vezes, pois além de estar me formando, eu também fui reconhecida como aluna com o melhor coeficiente do curso. Foi muito incrível”, conta Kézia.

O professor Paulo Marcelo, que esteve à frente  como diretor interino, destacou os desafios para realizar as solenidades virtuais. "Foi uma experiência totalmente diferente. No total, foram necessárias 20 pessoas para organização, entre professores, coordenadores, Núcleo Acadêmico-Pedagógico (Naap), setor de Comunicação, TI, Secretaria Acadêmica e o auxílio da central de atendimento. “O grande desafio era fazer com que a conexão de internet não atrapalhasse os processos no momento da outorga, era isso que nós temíamos. Mas, conseguimos fazer um bom trabalho, as cerimônias tiveram pouquíssimas falhas."


Compartilhe:

Tags: , , , , ,