Odontologia: Neste mês de dezembro ocorrem as defesas de TCC das primeiras turmas do curso, em Santarém

Pioneirismo do IESPES trará benefícios a toda região Oeste do Pará

A defesa dos Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC, é o último passo para obtenção do grau de ensino superior na graduação. Para as turmas do curso de Odontologia, do ano de 2017, essa jornada começou na noite da segunda-feira, 6, e segue até amanhã, 16 de dezembro. O IESPES formará as primeiras turmas do curso de Odontologia da região Oeste do Pará, no mês de janeiro de 2022.

O curso Odontologia visa formar profissionais com uma visão ampla do processo de saúde bucal, tendo como eixo a humanização do atendimento, a excelência técnica e o vínculo com a comunidade. Assim como, promove a educação e atualização constante em seus aspectos científicos, éticos e culturais. Ao longo dos cinco anos de graduação, os acadêmicos passam por etapas que envolvem teoria e prática, eles têm acesso a laboratórios modernos e com equipamentos de última geração, além de participarem de ações sociais e de extensão com a Clínica-Escola.
 
O diretor do IESPES, Glairton Nogueira, acompanhou as primeiras defesas, agradeceu e explicou o papel dos colaboradores na implementação do curso. “É muito gratificante ter desbravado essas primeiras turmas, foi um trabalho árduo de toda uma equipe de gestores e professores. A implementação do curso começou muito antes de 2017, teve todo um planejamento e graças a dedicação de todos os setores conseguimos trazer mais essa graduação para o instituto", pontuou.


Além disso, o diretor parabenizou os concluintes. “É uma alegria ver as defesas das primeiras turmas do curso de Odontologia. São cinco anos de muito esforço, além de investimento de tempo, dinheiro, atenção e suor. Então, a gente se alegra junto com eles”. Ele destacou também a importância dos TCCs. “São as primeiras pesquisas científicas a nível de graduação na região, é um start muito significativo para área da pesquisa em Odontologia”.


O professor e coordenador do Núcleo de Apoio Acadêmico e Pedagógico (Naap), Paulo Marcelo, enfatizou as vantagens que o pioneirismo traz para os formandos. “ Eles têm o bônus por abrir o mercado de trabalho para os novos profissionais”. E lembrou os percalços, “a primeira turma sempre traz muitos desafios, por exemplo, de implementar a infraestrutura necessária, de equipar os laboratórios e de ofertar um ensino de qualidade para os alunos”.


Para a professora e coordenadora da Clínica-Escola de Odontologia do IESPES, Marinalda Lavor, Santarém desenha um novo cenário para área da saúde bucal, “ano que vem o IESPES irá formar as primeiras turmas de Odontologia da cidade, isso trará benefícios a toda região Oeste do Pará. Então, eu me sinto muito honrada em fazer parte disso. Tenho certeza que esses novos profissionais estão prontos para atuar no mercado de trabalho e, sem dúvida, irão fazer a fazer a diferença na região”, declara.


Para o formando Danillo Riker, mesmo diante de uma situação tão adversa que tem sido a pandemia, o sentimento é de dever cumprido. “Eu só tenho a agradecer aos meus pais, aos funcionários da instituição que sempre me trataram muito bem, e claro, aos meus professores que foram maravilhosos durante esses cinco anos de graduação. Me sinto honrado e privilegiado em fazer parte da primeira turma do curso de Odontologia da região Oeste do Pará e também de integrar a equipe que deu o pontapé inicial para as apresentações do TCC”




*Adotamos todos os protocolos oficiais de atenção sanitária. Todos os participantes estão com duas doses da vacina. Os acadêmicos foram liberados a apresentarem sem máscara, para facilitar a exposição do trabalho.

Compartilhe:

Tags: , , , , ,